novembro-azul

NOVEMBRO AZUL 2017 VIGILÂNCIA ATIVA NO CÂNCER DE PRÓSTATA – O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Antônio R. Negrão Costa – CRM DF 6528 – Diretor Médico da MultiLife

A vigilância ativa é um tipo de tratamento para o câncer de próstata que consiste no acompanhamento clínico periódico do tumor, sem a realização de cirurgia para a retirada ou de radioterapia. Ressalte-se que a possibilidade do tratamento cirúrgico, quando necessário, é mantida.

A vigilância ativa é um tratamento, seguro e é indicada somente para tumores pequenos e de baixo risco, aqueles que são pouco agressivos. É uma forma de monitoramento médico intensivo do câncer de próstata realizado por meio de exames e consultas para impedir ou adiar o máximo de tempo possível a cirurgia da próstata ou a radioterapia.

A vigilância ativa já vem sendo praticada, regularmente, como forma de tratamento para o câncer de próstata. há cerca de 15 anos. Essa forma de tratamento iniciou no Canadá.

Em nosso país, o Brasil, não se tem a informações sobre quantos pacientes portadores de Câncer de Próstata estão sendo acompanhados por vigilância ativa.

Nos Estados Unidos da América o número estimado de pacientes em vigilância ativa é de cerca de 40% de todos os pacientes com Câncer de Próstata de baixo risco.

A Vigilância Ativa difere da Conduta Expectante porque a vigilância é mais intensiva no acompanhamento do paciente, nos parâmetros clínicos e de exames complementares, já a conduta expectante é menos intensa nestes mesmos parâmetros clínicos e de exames complementares de diagnóstico.

Mas, afinal, o que é vigilância ativa no Câncer de Próstata?

Conforme o Portal da Urologia da Sociedade Brasileira de Urologia, “a vigilância ativa consiste no monitoramento do câncer de baixo risco e de pouco volume por meio de exames e consultas periódicas, realizadas normalmente a cada seis meses. Essa classificação é baseada no toque retal, PSA, métodos de imagem como a ressonância multiparamétrica e, principalmente, na biópsia da próstata”.

Ainda, segundo o aquele Portal “um tratamento definitivo, como a prostatectomia radical (retirada da próstata) ou radioterapia (método capaz de destruir células tumorais com radiação ionizantes), somente será indicado caso haja progressão da doença em pacientes com expectativa de vida maior que dez anos. Esse tratamento depende muito da adesão/comprometimento do paciente”.

Os benefícios da vigilância ativa para o paciente são evitar os efeitos adversos consequentes da cirurgia (prostatectomia) radical ou radioterapia, tais como a incontinência urinária e a disfunção erétil, que mesmo sendo raros, podem acontecer com a cirurgia e o tratamento radioterápico.

Com a vigilância ativa, a possibilidade de riscos em adiar a cirurgia é pequena, nos tumores de baixo risco. Todavia, o paciente deve realizar, periodicamente, todos os exames: toque retal, PSA, exames de imagem e a biópsia da próstata, de acordo com o prescrito pelo urologista assistente. Aliás, o médico especialista em urologia é o profissional habilitado e indicado para realizar este tipo de tratamento.

Outra informação importante é que a idade do paciente não é fator determinante para a realização do tratamento de vigilância ativa, mas, somente, os critérios de baixo risco é que são determinantes. Homens jovens ou idosos podem submeter-se à vigilância ativa.

Sobre a percentagem de sobrevida dos pacientes que optaram pela vigilância, o Portal da Urologia da Sociedade Brasileira de Urologia nos informa que “Os estudos mostram que naqueles pacientes que não tiveram progressão da doença, isto é, em torno de 70% dos pacientes que ficaram em vigilância ativa em 15 anos, a taxa de mortalidade por câncer de próstata foi menor que 5%”.

A vigilância ativa é oferecida pelo SUS e o tratamento é realizado da mesma forma que nos pacientes de clínicas privadas. Entretanto, o resultado depende muito da adesão do paciente a esse tratamento.

Compartilhar


Prezados Clientes
Estamos em recesso para as festividades de final de ano, no período de 25/12/2017 a 05/01/2018, voltamos as atividades normais no dia 08/01/2018. Desejamos a todos Boas festas e um Feliz Ano Novo!
Medicina e Segurança do Trabalho com atendimento ao eSocial
Treinamento eSocial
Em Medicina e Segurança do Trabalho
INSCREVA-SE