As Doenças Mentais e o Dia Mundial da Saúde e Segurança do Trabalho – 2019

O trabalho é a atividade humana que possibilita às pessoas realizar seus sonhos e atingir os seus objetivos de vida. Ele se faz necessário porque é com ele que as pessoas se mantêm.

A saúde é o perfeito bem-estar físico mental e social (OMS – Organização Mundial de Saúde).

A Segurança do Trabalho é a especialidade, definida por normas e leis, que reúne um conjunto de medidas que devem ser adotadas nos ambientes de trabalho das empresas, visando minimizar acidentes laborais, doenças ocupacionais, bem como, preservar a integridade física e a saúde do trabalhador e, por conseguinte, a sua capacidade de exercer a função designada.

A qualidade de vida é um indicador de nível das condições básicas e suplementares das pessoas. Estas condições indispensáveis são: bem-estar físico (integridade física), mental (psicológico e emocional), social (relacionamentos sociais, familiares e no trabalho), e, também, a saúde, a educação, a sensação de segurança, entre outros parâmetros que afetam a vida humana.

Como equacionar estas 4 variáveis de modo harmônico e equilibrado? Como evitar que o labor interfira na qualidade de vida do trabalhador? Como garantir a segurança no trabalho e ele não cause acidentes e doenças no indivíduo? Como trabalhar sem desgastar a saúde física e mental?

A realidade nos mostra a dificuldade nessa harmonia. E as estatísticas de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais nacionais e mundiais estão a demonstrar essa triste realidade.

Não fossem as doenças físicas, crescem as estatísticas, em nosso país, dos transtornos mentais ocasionados pelo trabalho, que já figuram entre as mais frequentes causas de afastamentos do trabalho no Brasil. O Ministério do Trabalho, as entidades de classe, as associações e instituições de pesquisa comprovam essa afirmação.

As doenças mentais relacionadas ao trabalho mais frequentes são depressão, transtorno de pânico, ansiedade e síndrome de bournout.

No ano de 2017, segundo a Previdência Social, as Depressões foram as responsáveis por 43,3 mil auxílios-doença, sendo a 10ª doença com mais afastamentos do trabalho.

As doenças classificadas como outros transtornos ansiosos foram as responsáveis por 28,9 mil casos. E estão entre as que mais afastaram, ficando na 15ª posição de afastamentos do trabalho.

No nosso dia-a-dia, na clínica de Medicina Ocupacional, os números de pacientes atendidos e afastados do trabalho e encaminhados à perícia médica do INSS corroboram os dados de crescimento na incidência das doenças imputadas ao trabalho.

A finalidade desse artigo é:

  1. Alertar os gestores de empresas a respeito das doenças psicológicas e psiquiátricas de causa ocupacional, que levaram a essa situação laboral a um patamar quase descontrolado.
  2. Estimulá-los a se interessarem pelo assunto, dedicarem o tempo que ele merece e, num trabalho de equipe participarem com os profissionais de saúde e segurança a esclarecer as suas causas (o clima organizacional é uma delas); realizar prevenção e controle dessas mazelas (implantação de ambientes de descompressão e alívio do estresse ocupacional). As jornadas exaustivas, a imposição de metas de difícil alcance, a falta de reconhecimento e autonomia no ambiente de trabalho são outras das possíveis causas de tantos afastamentos ligados à saúde mental.
  3. Alertar a todos envolvidos na situação: profissionais de saúde e segurança, gestores de Recursos Humanos, Assistentes Sociais, para adoção de posturas que evitem que o problema se agrave ainda mais.

Então, a necessidade de se atentar para a Saúde Mental no ambiente de trabalho, clama por adotarmos as medidas que a situação exige.

O momento é oportuno com o ABRIL VERDE, mês da cor da saúde e segurança do trabalho no calendário nacional e dedicado à prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Antonio R. Negrão Costa – médico CRM DF 6528

Especialista em Medicina do Trabalho

Diretor Médico da Clínica MultiLife de Medicina e Segurança do Trabalho

(Fontes: Revista Proteção)

Compartilhar


Prezados Clientes
Estamos em recesso para as festividades de final de ano, no período de 25/12/2017 a 05/01/2018, voltamos as atividades normais no dia 08/01/2018. Desejamos a todos Boas festas e um Feliz Ano Novo!
Medicina e Segurança do Trabalho com atendimento ao eSocial
Treinamento eSocial
Em Medicina e Segurança do Trabalho
INSCREVA-SE